quinta-feira, 3 de junho de 2010

Saudações

Uma amiga dizia: "O túmulo vazio e a cruz vazia me fazem pensar na negação que me enchem de esperança. E, em nossa “insustentável leveza do ser” estamos plenos de esperança e leves, cheios de alegria em viver e leves, ao mesmo tempo.

É na negação que entendemos que a cada perda, cada vez que perdemos um pouco do que éramos, experimentamos um pouco a ressurreição. Que resposta obteríamos da semente se a ela perguntássemos se desejaria ir para debaixo da terra, para o escuro. No entanto, num determinado momento, ela deixa a escuridão e se lança para a luz. A sua vida se torna plena, se realiza.

Assim, entendo que ao deixar o jardim pela madrugada, vamos alcançar a luz. Sair do túmulo com Jesus é ir para o outro jardim. Ele está lá a nos esperar, no outro lado da vida. Está esperando que façamos a nossa Páscoa".

Ele vive, Ele está no meio de nós. Vamos ao jardim secreto, vamos desvendar o outro lado da vida. Vamos, corramos com Maria Madalena, como Pedro e João. corramos para levar a luz nos lugares onde há trevas, façamos já a experiência da LUZ, da páscoa mesmo que ainda não seja definitiva.


Feliz e Abençoada Páscoa aos seus.

Com orações

Nenhum comentário: