domingo, 28 de março de 2010

Ginpaz - Um convite à Paz

Como querer a Paz se não somos capazes de fazer a Paz por periodo tão curto, em número bem menor de irmão.
É hipocresia querer a Paz no mundo se não temos entre nós mesmo.
''A Paz é possível, na medida em que for possível o amor'', por isso Jesus Cristo falava tanto de amor; pois com o amor se chega a ''Paz''.
Sem amor,não pode haver a Paz, mas com amor, em qualquer circunstância se pode construir a ''Paz''.
Não nos queixemos tanto de que não há paz no mundo, basta darmos um pouco mais de amor e estaremos todos mais próximos da paz.
Apertar as mãos, fazer as pazes, dar e receber calor humano,simpatia,benevolencia.. É o que fazem as igrejas.
Vocês, porém, não devem contentarem-se apenas em ''sere'' Igrejas. Esforcem-se para ''fazerem'' Igreja. Tanto uma coisa como outra são muito importantes.
Ninguém pode ''ser'' se não ''fizer'' também é impossível ''fazer'' se não ''é''.
Para chegarmos a ''Paz'' é preciso que cada um se doe e se esforce na busca de uma paz infinita, pois só assim encontraremos ''Deus''.
Pois se o esforço da busca não for suficiente e persistente, nunca chegaremos á algegria do encontro da Paz.
Mas, sem o esforço da busca, é impossível á algegria do encontro da ''Paz''.
Que a partir de agora deixemos o passado e com ele toda discórdia, para em nosso coração o senhor Jesus plantar a semente de uma Rosa Branca, e que nós dediquemos apenas em conservá-la e fazê-la que brote e se plante em cada coração de todo o Universo, pois, só assim poderemos desejar e conseguir a paz tão importante para a nossa vida e todo o Universo.
Pois a ''Paz'' é possível depende de cada um de nós conseguir a ''Paz'' dentro de nós mesmo e ensiná-la a cada um como encontrá-la.
sjcampos20/011991 autor Valdere Pereira da Silva - discurso por ser homenageado na V Ginpaz do Jardim da Granja, como Arbitro.

Nenhum comentário: