quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

MEU TESTAMENTO

Um dia, um médico vai constatar que o meu cérebro parou de funcionar e de maneira irreversível, minha vida parou...
Quando isso acontecer não tente introduzir vida artificial no meu corpo, usando uma máquina.
Ao contrário :
Dê minha visão ao homem que nunca viu o nascer do Sol, um rosto de bebê ou o amor nos olhos de uma mulher;
Dê meu coração a uma pessoa cujo o próprio coração só lhe tenha causado dor e angústia;
Dê meus rins a alguém que dependa de uma máquina para existir semana a semana.
Tome meu sangue, meus ossos, cada músculo e nervo do meu corpo e descubra uma maneira de fazer uma criança paralitica andar. Explore cada canto do meu cérebro, pegue minhas células se necessário e as deixe crescer de modo que algum dia, um cara mudo grite gool!... quando seu time marcar, e que uma garota surda ouça o som da chuva contra sua janela.
Queime o que sobrar de mim e espalhe as cinzas ao vento para ajudar as plantas crescerem.
Se você quizer enterrar algo que sejam as culpas minhas e preconceitos contra meus semelhantes.
Dê meus pecados ao diabo e minha alma a Deus.
Se você quizer se lembrar de mim, faça-o com uma ação ou uma palavra de bondade a alguém que precise de você.
Se você fizer tudo o que pedi, viverei para sempre
autor desconhecido, mas considero como minha.

Nenhum comentário: