segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Atletas que se destacaram no esporte nas décadas de 50 e 60 foram homenageados em Taubaté

Atletas que se destacaram no esporte nas décadas de 50 e 60 foram homenageados em Taubaté
A quarta-feira foi especial para 45 atletas। Eles foram homenageados por se destacarem no esporte nas décadas 50 e 60. Na festa, realizada em Taubaté, os veteranos reencontraram amigos e recordaram um passado repleto de medalhas. Apesar dos óculos, eles não deixam de enxergar a vida. Com 70, 80 e até 95 anos, ninguém aceita a palavra "ex", quando o assunto é o esporte. O atleta pode ter ficado no passado, mas o espírito é de esportista. “Espiritualmente a gente ainda conserva esse espírito esportivo e combativo, dentro das limitações do corpo físico”, disse o aposentado, Hugo Di Domênico (95 anos). Na noite de ontem (21), 45 homens que fizeram a história do esporte de Taubaté foram homenageados. Entre eles José Roberto, um apaixonado por esporte desde os 12 anos. Já jogou basquete, futsal e aos 78 anos coleciona troféus na bocha. “De todos eu fiz uma participação como coadjuvante que nunca deixou ninguém mal, mas nunca fui o melhor do time”, disse José Roberto Santana. Seu Brasil Natalino, 77 anos, também ganhou uma medalha. Vai aumentar a conta. “Eu devo ter umas 136 medalhas de atletismo, voleibol e bocha”, contou. O homem do salto triplo foi campeão dos jogos regionais, recordista dos abertos. Quem fez história nem precisa subir ao pódio para ganhar medalha. “É muito bom você receber homenagem enquanto ta vivo, porque depois que morre não adianta por nome de rua que você não vê nada”, disse seu Brasil Natalino.
VNEWS

Nenhum comentário: